Artigos Virgem Maria

Convertido por Nossa Senhora

Escrito por Mateus

Um dia foi S.Francisco Régis chamado para atender um enfermo, que não queria de forma alguma preparar-se para a morte. Desprezava todos os auxílios da santa religião.

O Santo tirou do breviário uma imagem da Mãe de Deus e, mostrando-a ao doente, disse:

– Olha, Maria te ama!

– Como, replicou o pecador, então ela me conhece?

–  Mas eu sei que ela te ama, tornou o Santo.

– Então ela não sabe que reneguei a minha fé e desprezei a religião?

– Sabe.

– Que insultei a seu filho?

– Sabe.

– Que estas mãos estão manchadas de sangue inocente?

– Sabe.

– Padre, o senhor fala a verdade?

– Sim; passarão o Céu e a terra, mas a palavra de Deus não passará. Sabe o que Jesus disse outrora e te diz hoje ainda: Filho, eis aí tua Mãe!

– Uma mãe que me ama!… murmurou o pecador comovido; minha mãe, minha…e copiosas lágrimas lhe vinham dos olhos. Eram lágrimas de verdadeiro arrependimento e sincera dor.

Fez piedosa confissão e recebeu com visível fervor a sagrada comunhão e a extrema-unção.

Alguns dias depois, feliz e cheio de confiança, expirou.

*          *          *

Como é agradável saber que no Céu temos uma Mãe que sempre pensa em nós, que vela solícitamente por nós, que nunca nos abandona, mesmo quando nós somos ingratos e pecadores arrependidos.

Como Maria Santíssima é boa! – Frei Cancio Berri C. F. M

Fonte: catolicosribeiraopreto.com

Nota www.amormariano.com.br

Importante dizer, visto que estamos vivendo a era do perdão sem conversão, da falta de propósito e emenda, da verdadeira “jujubice” onde prevalece os direitos dos homens em detrimento da justiça de Deus, que o homem da história acima se arrependeu verdadeiramente, e que chorou seus pecados. Caso contrário, apenas confessasse sem o verdadeiro arrependimento, não se salvaria.

Peçamos à Nossa senhora que conceda a nós individualmente e a todos aqueles são caros a nós, a verdadeira contrição e uma santa morte.

Salve Maria Santíssima

Sobre o autor

Mateus